Equipe – Team

O MBIOLAB reúne uma equipe multidisciplinar de pesquisador@s, pesquisador@s associad@s, alun@s e voluntári@s que têm em comum o interesse pela ciência, biodiversidade e divulgação cientifica.

Erika Hingst-Zaher, PhD. Pesquisadora VI do Museu Biológico do Instituto Butantan, zoóloga, é especialista em fauna, particularmente em mamíferos, e tem formação em divulgação científica. Coordena projetos relacionados à pesquisa com fauna, divulgacão da ciência, ciência cidadã e conservação. Conduziu inventários faunísticos em diversas áreas protegidas na Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia, e participa da elaboração de Planos de Manejo de áreas protegidas e avaliação de projetos de infra-estrutura no Brasil e na América do Sul. Na área de Museologia, colaborou na montagem de exposições voltadas para a área de história natural, e na produção de filmes de divulgação. Organiza o Avistar Brasil, e promove a participação de não-cientistas na coleta e na análise de dados como subsídios para propostas de conservação e saúde.


Guto Carvalho, produtor – educador, comunicador, desorientador e quase piloto de aviões. Criador e organizador do Avistar, evento que por 15 anos vem reunindo observadores de aves e amantes da natureza do Brasil e em diversas cidades brasileiras. Produz material de divulgação, videos e eventos. Analisa dados e usos de plataformas de ciência cidadã e coordena trabalhos que têm como objetivo caracterizar e promover a observação de aves, e a relação entre a sociedade e as áreas protegidas. Defende a bicicleta como meio de transporte. Acredita que os parques e áreas protegidas são da sociedade e para o contato com a biodiversidade, que os dados resultantes de pesquisas devem ser compartilhados com todos, e que as ruas são para os pedestres e não para os carros.


Carlos Ernesto Candia-Gallardo, PhD. – Biólogo, mestre e doutor em Ecologia, é pós-doutorando no Departamento de Fisiologia da USP e pesquisador colaborador do laboratório. Realiza pesquisas com ecologia, biologia integrativa e conservação de aves e borboletas. Tem extensa experiência de campo na Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia. Seus interesses científicos são em ecologia de populações e comunidades, ecofisiologia, padrões temporais de diversidade, regulação e evolução de estratégias para lidar com a sazonalidade ambiental, ornitologia, ciência de dados, biologia da conservação e cronobiologia. Apoia iniciativas de livre compartilhamento de conhecimento.


Guilherme Lessa Ferreira, MSc. – pesquisador colaborador do laboratório, possui experiência em monitoramento e levantamento de fauna e flora, em especial na Mata Atlântica. Desenvolve projetos em ecologia das aves, com foco em frugivoria e migração. Tem interesse em divulgação científica, projetos envolvendo ciência cidadã e educação ambiental.


Clarissa de Oliveira Santos, MSc. – pesquisadora colaboradora do Laboratório, tem experiência  em ecologia de comunidades de aves e educação ambiental. Seus interesses são em ilustração e design naturalista, ecologia de populações e comunidades de aves, e as intersecções das mesmas com a ecologia de paisagens, divulgação científica e ciência cidadã.


Luciano M Lima, MSc – Biólogo, mestre em Zoologia, é ornitólogo e responsável técnico pelo Observatório de Aves do Instituto Butantan. Realiza anilhamento mensal nas aves do parque e coleta dados para estudos das espécies presentes. Guia as caminhadas mensais para observação de aves, o #vempassarinhar, realizado com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente e com a SAVE Brasil.


Eletra de Souza, zoóloga – Sua área de interesse é a zoologia e ecologia de serpentes e lagartos, especialmete biologia reprodutiva e história natural, além de fauna urbana e divulgação científica.


Jonathan Maycol Branco, biólogo – Cursa mestrado em ecologia pela USP e seu projeto de pesquisa busca avaliar o nível de contaminação por metais pesados de populações de Andorinha-azul (Progne subis) e seus efeitos na fisiologia e saúde desses animais. Auxilia na manutenção dos sites dos projetos Andorinha Azul e Escalas da Biodiversidade além de elaboração de materiais de divulgação. Possui interesse em ecologia, ecofisiologia, biologia da conservação e divulgação científica.


Amanda Vianna, bióloga – Cursando mestrado no ICB – USP- estudando morcegos em áreas urbanas e seus vírus e ectoparasitas. Mensalmente, captura e marca com anilhas os morcegos da Floresta do Butantan. Produz material de divulgação e participa de eventos para fazer com que as pessoas apreciem melhor estes mamíferos voadores.


Ighor F M de Carvalho, biólogo – cursa aperfeiçoamento no Instituto Butantan (PAP) na área de Biologia Animal, fazendo o levantamento de espécies de aranhas da Floresta do Butantan e produzindo material de divulgação. Guia os visitantes na #trilhadafloresta.


Priscila Couto, bióloga – Tem especialização em Manejo e Conservação de Animais Silvestres, e atua na área de manejo e conservação de animais silvestres e exóticos em cativeiro. Tem especial interesse no estudo da biologia de cetáceos, e de aves. Colabora com a elaboração de conteúdo para as redes sociais e organização de atividades de divulgação científica do laboratório, assim como trabalhos de campo e em organização de eventos de divulgação científica. 


Pamela Santos, bióloga – bolsista de treinamento técnico FAPESP, faz parte da equipe do projeto temático Escalas da Biodiversidade. É responsável pela manutenção e coleta de dados de serpentes mantidas em cativeiro no biotério experimental do Museu Biológico, e por atividades de divulgação científica com serpentes.


Andre Menini, biólogo – ornitólogo, se interessa por pesquisa envolvendo história natural de aves Neotropicais, ecologia, ciência cidadã e divulgação científica.”


Maiara Franco Assis, cursando graduação em Ciências Biológicas na USP – Bolsista de Treinamento Técnico FAPESP, seu principal interesse é a divulgação científica, produzindo fotos, filmes e textos como parte do Projeto Escalas da Biodiversidade, que tem como foco as serpentes e a evolução do veneno..


Wellington Martins Luis , cursando graduação em Ciências Biológicas na USP – Bolsista de Treinamento Técnico FAPESP, seu principal interesse é a divulgação científica, produzindo fotos, filmes e textos como parte do Projeto Escalas da Biodiversidade, que tem como foco as serpentes e a evolução do veneno.


Amanda Duarte, cursando graduação em Ciências Biológicas – aluna de iniciação científica do Laboratório, bolsista PIBIC, monitora a fauna de borboletas nectarívoras do parque do Instituto Butantan e realiza atividades de divulgação científica com este grupo de insetos.


Felipe Bouabci Simões, cursando Ciências Biológicas na USP – tem afinidade pela área de Ecologia e por informática. Desenvolve um projeto de Ciência Cidadã investigando a ecologia de população de abelhas sem ferrão (Meliponini) no parque do Instituto Butantan.


Gabriel Lins Leitão, cursando Ciências Biológicas na USP – desenvolve projeto de Iniciação Científica com ecologia e virologia de morcegos urbanos no parque do Instituto Butantan. Gosta de RPG e cosplay, e seu autor favorito é Tolkien. Desenvolve jogos para divulgação científica.


Rosemary Capretz, administradora – voluntária no Laboratório desde 2017, tem especial interesse em abelhas nativas, identificando as e mapeando ninhos no parque do Instituto Butantan. Desenvolvendo trabalhos de conscientização da população em relação a importância desses animais e guia caminhadas de observação de abelhas. Tem especial interesse em jardins de atração de polinizadores e meliponicultura.

Colaboradores:

Aline Vieira e Silva, cursando Ciências Biológicas na USP – seu projeto de Iniciação Científica combina pesquisa e divulgação. Realiza o levantamento das espécies de borboletas frugívoras do Instituto Butantan e a comparação dos resultados com aqueles obtidos em outros parques urbanos, especialmente a vizinha Universidade de São Paulo. No decorrer do projeto, registrou mais de 250 espécies de borboletas, adicionando novos registros aos já conhecidos para São Paulo. Na área de divulgacão, guia as caminhadas para observação de borboletas, o #vemborboletar, e produziu o Guia das Borboletas do Butantan.


Denis Mello, Pós-Graduado em Sistemas De Gestão Integrados, Técnologo em Mecatrônica e com MBA em Gestão de TI. – cursando Gestão Ambiental na USP. Realizou estudos sobre levantamento e monitoramento de borboletas em áreas verdes urbanas, além do levantamento de ninhos de aves nestas áreas. Colabora na organização de atividades de divulgação científica e disseminação do conhecimento. Possui especial interesse por ornitologia, entomologia e fotografia.


Enrico Ammirati R Tosto, cursando graduação em Ciências Biológicas na USP – aluno de iniciação científica do Laboratório, bolsista da Fundação Butantan, seu projeto versa sobre a seleção de habitat de aves migratórias e residentes em áreas urbanas. Tem interesse nas áreas de ecologia e zoologia, especialmente de aves, e atua também nas áreas de divulgação científica e educação ambiental.


Leonardo Murari, biólogo – cursa aperfeiçoamento no Instituto Butantan (PAP) na área de Biologia Animal, e seu trabalho tem como foco as pesquisas sobre fisiologia e ecologia de borboletas. Busca entender a variação de peso destes animais ao longo das estações do ano, através da pesagem do conteúdo lipídico, relacionando os resultados com variáveis ambientais. Tem como objetivo compreender a evolução de estratégias para enfrentar as mudanças bióticas e abióticas do ambiente. Produz material de divulgação científica e guia os visitantes na #trilhadafloresta.


Maria Tiburcio Belotti, veterinária – Cursando mestrado em Engenharia Mecânica na Poli – USP e usa ferramentas matemáticas para compreender comportamentos coletivos. Sua pesquisa envolve estudos em bactérias, formigas, peixes, aves e humanos, organismos capazes de se organizar em sociedades complexas sem uma coordenação central ou liderança. É pesquisadora colaboradora do laboratório, participando de projetos de divulgação científica e ajudando os alunos a analisar seus dados.


Pedro Abilleira, biólogo – participa dos diversos projetos de divulgação científica e do estudo da distribuição da andorinha-azul.